receita-cachupa-cabo-verde
Receitas

A cachupa rica de Cabo Verde

E claro que não poderia faltar a rainha da gastronomia caboverdiana! Digam olá à cachupa!

A cachupa é O prato! Não há ninguém que tenha estado em Cabo Verde ou que tenha tido contacto com a cultura cabo-verdiana, que não tenha ouvido falar deste prato! Ninguém!
Quando era mais nova, lembro-me que o dia de cachupa era um autêntico evento familiar. Toda a gente se juntava na casa de quem a fazia e havia sempre o tupperware para levar os restos e fazer a cachupa do dia seguinte (a minha preferida), mas já lá vamos.

Existem 2 tipos de cachupa, a rica e a pobre. Sendo que a rica é a que tem mais ingredientes, incluindo vários tipos de carne.
Ora bem é de salientar que praticamente cada pessoa faz a cachupa de uma maneira diferente, há quem ponha mais ou menos feijão, mais ou menos milho, há quem ponha carne, há quem ponha peixe e há quem ponha os dois…eu fiz a receita do meu pai e mesmo assim tivemos que adaptá-la com os ingredientes que cá tinha em casa, porque tivemos umas pequenas falhas de comunicação 🙂

Fazer a cachupa foi uma autêntica aventura, eu queria mesmo muito que o meu pai fizesse a receita comigo, mas o meu pai para além de trabalhar no estrangeiro e só estar em Portugal de mês a mês, ainda tinha o entrave de morar noutro concelho. Com as regras de confinamento e eu tendo imenso trabalho durante a semana não foi mesmo fácil de organizar.
Por isso, esta cachupa foi feita entre reuniões no Teams! Num dia mais calmo de trabalho, mas mesmo assim com 4 reuniões marcadas…:\

A confecção da cachupa começa 3 dias antes quando se coloca a carne a salgar. No dia anterior colocam-se os feijões e o milho seco a demolhar. Acredito que se possa fazer com feijões enlatados mas definitivamente não ficará com o mesmo sabor.
Se se quiserem aventurar a fazer uma cachupa em casa aconselho o uso de uma panela de pressão. Eu acho que todas as cachupas que comi durante a minha vida foram feitas em panelas normais, mas na panela de pressão fiz uma cachupa igualmente saborosa em 1 hora e 30 minutos, em vez de ter que esperar 4 a 5 horas para ficar no ponto.
Bem, mas vamos lá à receita que é isso que vocês querem saber, não é verdade?

Ingredientes:

  • 500 grs milho seco (próprio para cachupa ou canjica – vem descascado)
  • 250 grs feijão congo
  • 250 grs feijão pedra seco
  • uma couve lombarda
  • uma mandioca
  • 1 chouriço corrente
  • duas cebolas
  • 3 a 4 dentes de alho
  • duas folhas de louro
  • azeite
  • 1 cubo de caldo de galinha
  • sal
  • 3 tomates frescos
  • agrião e coentros (opcional)
  • Proteína animal – eu coloquei vários cortes de carne de porco e de vaca e um bife de atum fresco

Preparação:

  • Três dias antes colocar todos os cortes da carne a salgar;
  • No dia anterior passar a carne por água e ir mudando a água (come se faz com o bacalhau);
  • No dia anterior colocar os feijões e o milho a demolhar. Devem ficar no mínimo 12 horas;
  • Colocar na panela de pressão o milho, os feijões, as cebolas, o alho, as folhas de louro, as carnes, o sal, o chouriço corrente e o cubo de caldo de galinha;
  • Encher a panela com água de modo a que cubra tudo e fique com mais 3 a 4 dedos de água (para que a cachupa fique com caldo);
  • Colocar a panela de pressão ao lume durante cerca de uma hora (para panelas normais demora entre 3 a 4 horas e é ir controlando);
  • Numa panela à parte colocar a mandioca descascada e noutra a couve lombarda ripada a cozer com sal;
  • Quando a cachupa estiver quase pronta, fazer um refogado com os tomates frescos, azeite e cebolas, colocar na panela e mexer;
  • Colocar a mandioca e as couves já cozidas na mistura;
  • Colocar agrião e coentros e deixar mais 2/3 minutos ao lume.

Et voilá… aqui temos a nossa cachupa!

receita-cachupa-rica-de-cabo-verde
receita-cachupa-rica-de-cabo-verde


Para saberem em detalhe a magia que acontece no dia seguinte é clicar aqui.

Para verem as outras receitas de Cabo Verde só precisam de clicar aqui, aqui e aqui.
Agora digam-me lá, como é a vossa receita de cachupa? Vão-se aventurar a fazer a minha? Vou adorar ver as vossas recriações!
É guardar no Pinterest, fazer e partilhar comigo, fácil não?


Com amor,
Claudia

2 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *